Depoimentos

Envie seu depoimento
Fechar

Para ter seu depoimento publicado, é necessário ser cadastrado!


“Evandro, você é um guerreiro e tem muito talento.Não enterre esse dom que Deus lhe deu.”

Niva Braga Coelho

“Brasília, 09 de outubro de 2013.

Cláudia e Evandro,

Foi um prazer ver os desenhos expostos para um novo público apreciar (durante o 19º Congresso de Transporte e Trânsito e a VIII INTRANS – Exposição Internacional de Transporte e Trânsito)!…

Boa noite.

(A Profa. Cláudia Gunzburger Simas, PHD, da equipe do Hospital SARAH de Brasília – DF, com a sua competência e perseverança, no dia a dia, descobriu o “Evandro Daqui”).

Cláudia Gunzburger Simas

Grande Evandro, que grata surpresa receber o email informando a existência do “evandrodaqui”…e que surpresa maior ainda de abrir a galeria e encontrar seus trabalhos…sempre admirei seu poder de criação, por vezes mencionando sua genialidade…porém sempre o ví como alguem metódico, reto e cartesiano…um engenheiro. Agora me surpreendo vendo alguém criativo, artistico e humano…um artista com veia de arquiteto…Ganhei o dia e o amigo uma nova história.
Parabéns, e nos abençoe com novas criações.

Eloi Hilgert

Nada é mais é tão interssante qto a velocidade do cérebro deste cara, poxa parece com um daqueles poemas de joão cabral quando diz: uma faca só lâmina. quando soma tudo é uma só coisa. a harmonia das cores com o insinuar das coisas me trouxe alegria de ver como continua pulsante e inventivo o cérebro deste artista mult-Indisciplinado na vida colocando ordem nas vidas das coisas… parabéns meu querido!!!!!avante!!!

Fernando Neves

Conheço Evandro desde a nossa infância vivida intensamente em Penedo.
Correndo pelas ruas estreitas de Penedo firmamos um compromisso de amizade e companheirismo junto com outros caros e queridos amigos daquela época, uns já se foram para junto do Senhor e outros permanecem fortes e firmes pela vida labutando, e que se mantém inabaláveis até os dias atuais.
Partilhamos de todas as inimagináveis brincadeiras que eram vivenciadas pelo nosso círculo de amizade, tais como: jogos de futebol, pião, chimbra (bola de gude), empinar pinas, furão, bicicletas, carro de rolimã pelas calçadas da praça, infindáveis jogos de botões na casa de Lalaco e Tete; brincadeiras que exigiam contatos físicos e emocionais e que solidificaram as relações de amizade verdadeira, diferentes das atuais que se realizam via mundo virtual. Que saudade daqueles tempos……
A distância, para aplacar a necessidade da complementação dos estudos, não foi suficiente para nos afastarmos espiritualmente, apenas fisicamente; continuamos amigos para sempre. A lembrança de todo um passado de partilha tornou a amizade mais forte e sincera.
Evandro sempre se destacou intelectualmente, com sua mente aberta para receber novos conhecimentos, e profissionalmente foi um exemplo para todos os seus amigos e colegas que tiveram o prazer e a oportunidade de conviver em suas diferentes fases da vida, ao longo de sua existência.
Rezamos juntos e irmanados para o seu restabelecimento quando a vida quis lhe dar uma rasteira. Deus, sempre misericordioso, atendeu ao nosso apelo.
Agora, parte para nova fase de vida. A pintura é uma conseqüência serial de sua trajetória traçada após o seu nascimento; sensibilidade demonstrada também pelo seus irmãos e irmãs e transmitida pelos seus inesquecíveis pais.
Lindos os traços/desenhos expostos pela sua alma tranquila e serena nos quadros apresentados.
Continue meu querido amigo, siga sempre em frente pois o futuro ainda lhe reserva boas e novas oportunidades, com muitos sucessos.
Do amigo da beirada do rio São Francisco, para sempre.

Walner